Vai viajar? Viaje com o cartão pré-pago no bolso!

Com o dólar oscilando na casa do R$2, os especialistas ainda não podem prever exatamente o impacto na economia do país, porém não deve ser a causa para uma redução drástica do número de viagens para o exterior, em especial, neste momento em que as férias se aproximam. Por outro lado, a utilização dos cartões pré-pagos vem crescendo, já que tem funcionamento semelhante ao dos cartões de débito e dos antigos travellers checks.

A principal vantagem do cartão pré-pago para as viagens internacionais é a isenção do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) que incide em 6,38% sobre operações como aquisição de bens. Além disso, com o cartão de crédito convencional, fica difícil prever a cotação quando chegar a fatura neste momento de altas e baixas da moeda norte-americana.

Ao adquirir o serviço, o consumidor escolhe o valor que deseja carregar com antecedência de até um ano que será dividido em cinco vezes para que diferentes cotações sejam aproveitadas. Porém, o cliente precisa estar atento se desejar realizar saques, pois existe uma taxa extra para esse tipo de operação. “Custa R$2,50 para cada saque. Já caso de carregar o cartão, se a taxa do câmbio estiver em R$2,17, conforme abriu o mercado hoje, o cliente poderá carregar aproximadamente US$4.609, pois o limite para pessoa física é de até R$10 mil. Se for necessário mais dinheiro, terá que ser feito um cadastro que é exigido pelo Banco Central. Além da comodidade de não ter que carregar dinheiro vivo, o pré-pago é aceito em estabelecimentos como farmácias, postos de gasolina, supermercados, em tudo”, considera o operador de uma agência de câmbio da capital, Vilmar Barão.

O principal inconveniente para os consumidores acostumados a fazer compras com o cartão de crédito é ter que disponibilizar o dinheiro com antecedência. Outra desvantagem é que esse cartão não acumula milhas ou outros benefícios. Por outro lado, você terá um incentivo a mais para continuar viajando, pois mesmo que o depósito não seja totalmente utilizado, o crédito não expira.

Segundo Barão, o cartão pré-pago é seguro e todas as operadores oferecem números de telefone 24h para contato em caso de roubo ou extravio. “Eventualmente, se ocorrer um roubo, o remetente do cartão envia um cartão para local onde o viajante estiver em 48h”, resume.

Compare algumas características das opções de pré-pagos 

O MasterCard Cash Passport pode ser adquirido no Banrisul, agências de viagem e nas casas de câmbio. No banco, a aquisição do cartão custa R$15 e sempre que for carregado mais R$10. A cobrança de 0,38% de IOF incide somente sobre as operações de câmbio como carga, recarga e recompra do saldo do cartão.

No RS, o Visa Travel Money está disponível nos Banco do Brasil e Banco Rendimento, além de casas de câmbio. A cobrança de IOF incide somente sobre as operações de câmbio. Se não for utilizado por 18 meses ou mais, estará sujeito à tarifa de manutenção.

Já o American Express GlobalTravel está disponível no Itaú e cobra 0,38% de IOF e 3% de taxa de conversão para moedas diferentes da que o cartão foi carregado.

Todas as três opções permitem carregar pelo menos em dólar, euro e libra esterlina.


*Lembre-se que o limite para compras no exterior fica em US$500 (por via aérea) e US$300 por via terrestre. Se você exceder a cota, paga na alfândega 50% sobre a metade do valor excedido.

Por Samantha Klein
13 respostas
  1. Luiz Gonzaga
    Luiz Gonzaga says:

    Uma dica: na alemanha quase não aceitam cartão de crédito em lugar nenhum!!! Não é muito da cultura alemã usar, e também muito caro para os lojistas oferecem tal benefício.

    E mais ainda, pelo menos o Visa Travel Money é do cartão antigo (magnético apenas, sem o chip) e a maioria das máquinas de cartão modernas não aceitam mais o magnético, somente com o chip.

    Ou seja, se você comprar um Visa Travel Money igual e vier pra Alemanha você tá enrolado!! Melhor trazer uma boa quantia em espécie por garantia!

    Responder
  2. Unknown
    Unknown says:

    Olá Luiz, obrigado pelo comentário!
    O Visa travel já passou a ter chip, assim como o Master pelo menos conforme as informações das agências que consultei. Abraço!

    Responder
  3. Fernanda
    Fernanda says:

    Olá, boa tarde!!

    A minha dúvida é a seguinte: este cartão é bem aceito em todos os tipos de estabelecimentos?
    Você citou como exemplos: farmácias, postos de gasolina, supermercados, etc?
    Mas e quanto a restaurantes, cafeterias, boates? Será que aceitam este cartão? E nos Free Shops?
    Alguém sabe se em Buenos Aires ele é aceito nestes tipos de estabelecimentos?

    Se alguem puder responder, ficarei bastante agradecida.

    Abraços.

    Responder
  4. Unknown
    Unknown says:

    Oi Fernanda! Sim, aceitam em diversos tipos de estabelecimentos, citei estes acima porque são lugares bem comuns. Os cartões anunciam que são conveniados em milhares de estabelecimentos (Visa fala em mais de 30 milhões no mundo, por exemplo).
    É claro que sempre haverá aqueles locais onde ainda não é aceito, por isso, tem que perguntar antes de sair consumindo, assim como no próprio Brasil encontramos locais que não recebem em cartão de crédito.

    Mas você não pode viajar sem dinheiro vivo, por exemplo US$40 por dia de viagem (aliás também é vantajoso trocar por peso lá mesmo. Se fosse desembarcar no aeroporto de Ezeiza, existe uma casa de câmbio lá mesmo).
    Abraços!

    Responder
  5. Fernanda
    Fernanda says:

    Olá Samantha.
    Obrigada pelo retorno.

    Eu irei desembarcar em Ezeiza sim, e já li alguns posts a respeito do Banco de La Nacion, que dizem ter ótimas cotações para se trocar o real.
    Eu estou pensando o seguinte:
    Levar em torno de R$600,00 e trocar por pesos no Banco de La Nacion assim que desembarcar. E também levar o meu cartão de crédito da Mastercard. E ficar com alguma quantia em real (uns R$100,00) para despesas nos aeroportos do Brasil, pois terei escalas ida e volta no RJ. (Eu sou de Belo Horizonte).

    Você então me recomendaria este Visa Travel Money? Seria bom se eu levasse estes R$600,00 e trocasse pelos pesos la, e o restante (em torno de uns R$500,00) eu colocaria neste VTM? E levaria também o cartao de crédito para maiores despesas, caso eu necessitasse. Acha viável desta forma?

    Eu liguei na operadora do meu cartao de crédito e eles informaram que o dólar utilizado para o fechamento da fatura é o dólar de "Venda". O que seria isto?

    O VTM tem um valor mínimo de recarga em U$200,00. E a taxa de 0,38%, certo? E eles utilizam o valor do dólar turismo (cotei na segunda feira em 2,19.

    Às vezes se fazendo a conta comparando com o cartao de crédito, pode dar na mesma, nao? Porque o cartao incide os 6,38&, mas a cotação do dólar geralmente é uma média entre o dólar turismo e o comercial, nao é? Sendo assim, nao pode dar na mesma?

    Nao sei se ficou um pouco confuso para entender…

    Abraços.

    Responder
  6. Unknown
    Unknown says:

    Olá Fernanda,
    são vários questionamentos, mas pelo que entendi, você estará preparada conforme o que vc mesma escreveu.
    O problema em utilizar o cartão de crédito é a cotação instável e o dólar realmente está subindo. Já a fatura será cobrada conforme a cotação do dia. Por isso, a dica do pré-pago.
    Abraços

    Responder
  7. Fernanda
    Fernanda says:

    Ei Samantha, tudo bem?

    Deixa eu te fazer somente mais uma pergunta.

    Você me recomendaria comprar alguns dólares aqui no Brasil para levar para Buenos Aires? Ou seria bom somente levar os reais e trocar por pesos no Banco de La Nacion?

    Também levarei o meu cartão de crédito e estou olhando a viabilidade de levar o VTM.
    Você já esteve em Buenos Aires? Já usou este cartão por lá?

    Um abraço.

    Obrigada.

    Responder
  8. Daiana
    Daiana says:

    Eu queria saber se na hora de fazer o câmbio em espécie, na casa de câmbio, em Buenos aires é cobrado o IOF ou algum tipo de imposto como no Brasil?

    Responder
  9. Janaina Lorde
    Janaina Lorde says:

    Olá, Samantha! Tenho as mesmas dúvidas da Fernanda. Daqui uma semana estaremos indo a BA e tenho dúvidas : levo dólar? levo real? levo TM? O que é melhor? também quero saber sobre pagamento nos hotéis. Aguardo,Janaina

    Responder
  10. Anônimo
    Anônimo says:

    Olá, boa noite!

    Caso eu retorne com algum dinheiro no cartão, posso resgata-lo? Ex.: Se sobraram $100,00… Posso resgata-los aqui no Brasil em espécie?

    Grato.

    Responder
  11. Anônimo
    Anônimo says:

    Olá.. na casa de câmbio que perguntei caso sobrasse dinheiro em pesos eles disseram que comprariam e me pagariam em real. Dessa forma seu dinheiro não será perdido.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *